sábado, 22 de novembro de 2008

Baralho para trabalhar os sentimentos


Com esse jogo feito por você, a criançada vai aprender a reconhecer as emoções e a conversar sobre elas
wrAutor (Cristiane Marangon)
Cristiane Marangon
Alegria, tristeza, raiva, saudades... Falar sobre as emoções, e dar nome a cada uma delas, vai ficar mais fácil com o baralho dos sentimentos. Feito com materiais simples, como EVA, papelão, papel colorido e letras em transfer, o jogo é indicado para estudantes de qualquer idade. A lista de sentimentos você elabora junto com os alunos. Cada um deles vai ser representado em uma carta. Depois, é só propor as atividades sugeridas na página ao lado.
Durante a brincadeira, os alunos se conhecem melhor e aprendem mais a respeito dos colegas. E você, ao trabalhar o tema em classe, vai perceber que a garotada traz para a discussão conflitos que aconteceram fora de sua aula. A disputa por uma figurinha na hora do intervalo, por exemplo, pode render uma boa conversa na hora do jogo.
O ideal é que as atividades façam parte da rotina escolar. "Nesses momentos, não cabem julgamentos, punições ou humilhações. O importante é cada um explicar seu comportamento diante de uma situação apresentada", afirma a educadora Luciene Regina Paulino Tognetta, do Laboratório de Psicologia Genética da Universidade Estadual de Campinas (SP).
Como fazer
1. Revestimento da baseDe um lado do papel dúplex, cole o papel, estampado e no verso o liso. Repita o procedimento com todas as cartas. Arredonde os cantos.
2. Confecção do carimboComponha as expressões colando pedacinhos de EVA laranja no EVA preto. O contorno do rosto, as orelhas e o cabelo são sempre iguais. O que muda, dependendo do sentimento, são as sobrancelhas, os olhos e a boca. Faça um carimbo para cada sentimento.
3. Acabamento das cartasCarimbe as carinhas nas cartas e, com as letras em transfer, escreva o nome de cada uma das emoções.
4. Outras versõesPara fazer um baralho de papel cartão, desenhe a carinha em papel colorido, recorte-a e cole-a na carta de outra cor. Se preferir, forre os dois lados de CDs velhos com papel colorido. Recorte uma ilustração de um livro infantil ou de um gibi e cole bem no centro do CD. Escreva embaixo o nome do sentimento.
Material necessário
Retalhos de EVA laranja
16 pedaços quadrados de EVA preto com 10 centímetros de lado
16 pedaços de papel dúplex com 10 por 15 centímetros
16 pedaços de papel de 180 ou 240 gramas estampado laranja com 10 por 15 centímetros
16 pedaços de papel de 180 ou 240 gramas liso laranja com 10 por 15 centímetros
Régua
Almofada preta para carimbo
Letras em transfer
Cola branca
Tesoura
Lápis
*Para confeccionar um baralho com 16 cartas.
Quatro Sugestões para usar o baralho

Teatro das emoções (de pré-escola a 4ª série)
Divida a turma em quatro grupos. Cada um ocupa um canto da sala. Fique no centro segurando o baralho. Um membro de cada equipe vai até você e escolhe uma carta sem que os colegas vejam qual é. Depois, eles voltam aos grupos e representam o sentimento com mímica até que os parceiros adivinhem. Em seguida, as equipes representam o mesmo sentimento para as demais adivinharem. A equipe que alcançar o objetivo primeiro ganha um ponto.
Pequenos escritores (1ª e 2ª séries)
Divida a classe em quatro grupos e peça para um representante de cada equipe escolher três cartas. Os alunos terão de escrever histórias com essas emoções. Variação: criar histórias em quadrinhos.
Como eu me sinto? (de pré-escola a 4ª série)
Peça para os alunos formarem grupos pequenos e espalhe o baralho sobre a mesa, com as figuras viradas para cima. Um aluno de cada grupo lança o dado. Quem tirar o maior número sorteia de dentro de uma caixa um papel com alguma situação. Por exemplo: você acaba de saber que seu melhor amigo vai mudar de cidade no mês que vem. Você se sente... O grupo terá de escolher a carta do baralho que melhor define o sentimento.
Avaliação diferente (todas as séries)
Após qualquer atividade, seja um experimento científico ou a leitura de uma história, forme um círculo com os estudantes e espalhe as cartas no chão. Cada um escolhe uma ou duas para representar o que sentiu em relação à tarefa.

*Fotos Cacá Bratke/Produção Samir Zavitoski, Assistente Susi Ramos

Um comentário:

Anônimo disse...

Seus blogs são maravilhosos, vc está de parabéns.
Paty Queiroga

 
© Copyright 2010 -Reneide Criações. All rights reserved